Plataforma promete revolucionar a gestão de Unidades de Conservação no Brasil

Parceira da R. A Consultoria e da S. R. Soluções Integradas desenvolveu a Plataforma Nacional de Gestão de Áreas Protegidas (PNGAP). Trata-se de um sistema on line, a ser ofertado gratuitamente para todos os Estados interessados mediante patrocínio privado, que permitirá uma melhor gestão de suas unidades de conservação (UC). Os governos estaduais gerenciam mais de 600 unidades de conservação protegendo uma área de cerca de 76 milhões de hectares. Esta imensa área presta enormes serviços ecossistêmicos, inclusive relacionados aos recursos hídricos que impactam a operação de milhares de empresas brasileiras. 

A PNGAP permitirá a elaboração do planejamento estratégico dos sistemas estaduais de unidades de conservação (com base no Balanced Scorecard -BSC), a definição de indicadores e metas para cada UC, a negociação de metas de desempenho, de forma on line entre chefia da unidade e a sede e a construção do Plano Operativo Anual (POA) de cada UC. Após a etapa de planejamento a plataforma permitirá o acompanhamento físico-financeiro da execução do POA e o acompanhamento do alcance dos resultados em tempo real.

O documento que guia o planejamento de unidades de conservação é denominado no Brasil Plano de Manejo. Equivale ao plano diretor de uma cidade e atualmente é um enorme gargalo no país. Sem o plano pouco pode se fazer em uma UC. Existe um grande déficit de plano de manejo cuja superação deve custar cerca 400 milhões de reais aos governos estaduais. Além disso, os planos elaborados são muito pouco colocados em prática, ou seja, custam caro e tem pouca efetividade.

 Através da PNGAP, resolvemos parte deste problema. A plataforma permitirá também a elaboração de planos de manejo estratégicos, de baixo custo e implementáveis por meio de sua vinculação ao POA da unidade. Ao monitorar a execução do POA, o sistema também irá monitorar a execução do plano de manejo e indicará o momento correto para a revisão. Estimamos que o uso de nossa plataforma vai permitir aos governos dos estados uma economia de cerca de 200 milhões de reais no processo de elaboração/ revisão dos planos de manejo.

Topo